segunda-feira, 10 de maio de 2010

Eu apenas queria...


Eu só queria te dizer que eu mudei, mudei muito, eu me importo mais comigo mesma e sei o meu valor.
Eu só queria te dizer que nada mais vai mudar o que eu penso, nem abalar a minha fé em mim mesma.
Eu queria te dizer que nem mesmo a sua ingratidão e a sua falta de consideração por mim me fez ter mágoas de você, pelo contrário abriu ainda mais meus olhos para a vida e me fez entender que ou as pessoas te amam, ou não, não existe meio termo.
Eu só queria que você soubesse o quanto foi sincero tudo que eu falei, o quanto eu fui verdadeira e o quanto eu me humilhei tentando lutar pelo que eu acreditava que era certo.
Eu só queria que você entendesse que não existe nada mais lindo no mundo do que dar valor as pessoas que correm do nosso lado, que nos apóiam mesmo quando estamos errados.
Eu só queria que você fosse diferente, porque desse jeito você vai sofrer muito, muito mais do que eu sofri (ou ainda tô sofrendo) e eu não queria que você aprendesse apanhando, assim como eu
.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Um dia...

...Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela...
Um dia nós percebemos que as mulheres têm instinto "caçador" e fazem qualquer homem sofrer ...
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável...
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples...
Um dia percebemos que o comum não nos atrai...
Um dia saberemos que ser classificado como "bonzinho" não é bom...
Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você...
Um dia saberemos a importância da frase: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas..."
Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso...
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais...
Enfim...
Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos
todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer o que tem de ser dito...
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas
as nossas loucuras...
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.


*Desconheço o autor.

É o que interessa...




"Feliz de quem atravessa a vida inteira tendo mil razões para viver."
Dom Helder Câmara




E hoje, aquele velho ACASHOW pra comemorar né? O galerão vai comparecer em peso, cerveja e Red Label para os amigos e Ice pras meninas!

Nada nem ninguém é forte o bastante pra abalar essa amizade.
Não sei o que te falar que possa te surpreender...
Que eu te amo? Que tu é fundamental na minha vida?
Não, eu não preciso te dizer nada disso, os momentos que nós passamos, os sentimentos realmente compartilhados, o olhar que dispensa qualquer palavra, as barras que tu segurou pra mim, as lágrimas que eu enxuguei do teu rosto. Tudo isso falam por si só.
Nem o véu do esquecimento foi forte o bastante pra fazer com que eu não saiba que nós não estamos juntas de agora, que a muitas vidas nós estamos caminhando sempre lado a lado.
E não é porque hj é teu aniversário que tô te dizendo isso, tu merece que eu demonstre meu afeto todos os dias. Mas hoje é dia de celebrar o dom da vida, mais um ano ao teu lado vivendo essa relação que já passou de amizade, é uma irmandade.
O elo que nos une é infinitamente forte!

"É tão bom viver com você, eu só posso agradecer, o presente mais lindo que a vida me deu, a estrela maior, uma bênção de Deus."
Parabéns minha sempre melhor, Te Amo!

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Jamais, jamais verás em mim fraqueza...


É, ontem o Sport foi eliminado da Copa do Brasil, de um jeito já esperado. Nosso time está na segunda divisão, enfrenta processos na justiça, crises financeiras, perdeu a invencibilidade de dois anos num clássico em que o time foi quase todo composto de reservas.
Posso ser sincera? Eu já esperava essa eliminação, mesmo amando e sendo movida por essa paixão todas as horas da minha vida, agente sabe que as coisas que amamos podem falhar, mas nada vai diminuir minha paixão e minha devoção.
Aprendi a te amar, e nunca, jamais vou te abandonar!


"Jamais, jamais, verás em mim fraqueza, na alegria ou na tristeza, estarei com meu LEÃO!"

A verdade sem dúvidas é linda; assim como as mentiras.


Sabe quando você cansa de fingir pra todo mundo, inclusive pra você mesmo que está tudo bem, que você já superou tudo?
Sabe? Eu sei. Tem horas que é muito difícil segurar o choro, cortar as asas do pensamento, escrever sobre coisas bonitas. Tem vezes que o medo transborda pelos olhos e você precisa de alguém que te ponha no colo, que te diga palavras de afeto, que te proteja. Você se sente criança denovo, totalmente dependente de outro ser. É como se o completo não existisse, fica difícil fazer até as coisas mais simples sem manter o pensamento em quem ou no que nos falta. Eu venho sentindo muito isso ultimamente, venho sentindo coisas que nem eu mesma consigo decifrar, sei que não são boas, sei que não chega nem perto da palavra "superação", mas eu venho tentando fingir que passou, que está tudo bem, que é página virada, e pra ser sincera acho até que consegui enganar algumas pessoas, digo mais, digo que acho até que consigo me enganar por algumas vezes. Mas quando tudo passa, quando a realidade e a frustração vem a tona é como se toneladas de realidade caíssem sobre minhas costas.
De certa forma, volto a sentir saudades daquelas mentiras que me proporcionavam sentimentos mais leves.
Esse é um texto que eu escrevi no ano passado, e desde então essas mentiras vêm me perturbando...


Doces mentiras

E lá se vai mais um dia que eu vejo o tempo passando, as pessoas correndo, o mundo mudando. E a vida continua na mesma, o medo toma conta de tudo, supera a esperança de dias melhores, a realização e até mesmo a busca pela felicidade.
Andei pensando nesses dias sobre o poder que a mentira tem, sobre o domínio de uma doce mentira sobre uma dura realidade, e falo isso até por experiência própria mesmo.
Quando estamos frente a frente com uma situação que não nos parece favorável, preferimos acreditar em palavras jogadas ao vento, e as agarramos como se delas dependessem nossa vida, nossa salvação, nosso sentido...
Somos absurdamente felizes, mesmo sabendo que aquele momento de alegria é singular, e horas depois serão lembranças que nos atordoarão a todo instante, baterão nossa porta todas as vezes que fecharmos os olhos.
E outra vez tentaremos colocar os pés no chão, milhares de toneladas de REALIDADE cairão sobre nossas costas, e aí vem o choro, o desânimo pela vida, vontade de ficar só, de morrer...
E mesmo com os olhos tomados pelas lágrimas conseguiremos ver a sombra daquelas mentiras que devolvem nossa paz.
Já cansados da ausência e da privação e com os olhos inchados de tanto chorar, as perseguiremos por onde quer que estejam, e faremos delas mais uma vez a capa mais bela de um livro que nunca escreveremos.
Vanessa Moura, Maio de 2009

*O Título da postagem é de autoria de Ralph Waldo Emerson

quarta-feira, 21 de abril de 2010

A riqueza que nós temos ninguém consegue perceber...


Não, eu não sou aquelas meninas perfeitas... magérrimas, cabelos impecáveis, roupas caríssimas, que já acordam lindas e maquiadas. Não, eu não chego nem perto disso! Eu não curto modinhas, não estou antenada com os caras mais lindos da MTV, Capricho ou adjacências, nunca curti ser seguidora da mídia. Por favor peço que me perdoem as pessoas que se identificam com esse perfil, também não estou criticando ninguém, quem sou eu pra julgar?

O que estou tentando dizer é que não admiro a falta de personalidade, o silêncio dos instintos, a perca dos valores. E muitas vezes certas pessoas não enxergam isso, não, eu não dou mais importância ao meu cabelo quando vejo uma amiga precisando, eu não me olho milhares de vezes no espelho querendo morrer porque estou acima do peso, mesmo estando.
Eu dou valor as coisas simples, as coisas do coração, eu não quero do meu lado pessoas bonitas, populares, sem nada no cérebro, disso eu tô correndo, prefiro minhas amigas estranhas, que entendem meus dilemas, que me ajudam neles.
Eu não sou linda, eu tenho minhas qualidades, mas beleza extraordinária com certeza não é uma delas...
Eu sei conversar sobre quase tudo, inclusive assuntos do coração, consigo sempre (ou ao menos tento) dar bons conselhos aos que me rodeiam, dou valor as pessoas que me amam (e a algumas que não me amam também), eu leio bons livros, tenho um jardim que eu mesmo cuido, ouço e amo MPB e funk, não consigo permanecer inerte frente aos problemas que as pessoas enfrentam, amo minha família, acredito e confio em Deus, adoro cachorros e converso com eles, não tento ser politicamente correta... e pra falar verdade odeio a idéia de perfeição.
Eu sou isso, não SÓ isso, mas é impossível se descrever em linhas, mesmo que elas sejam infinitas.
Mas se você, é você mesmo, não consegue perceber o meu melhor, não julgue o meu pior.

Boa Tarde a todos!

terça-feira, 20 de abril de 2010

Quem tem um amigo tem um anjo!


O que seria de você sem seus amigos? O que seria da vida sem a amizade?
Sinceramente eu não faço idéia, de verdade. Meus amigos deixam minha vida mais bonita, mais colorida, transformam pequenos momentos rotineiros em grandes acontecimentos que marcam a vida pra sempre, trazem beleza a tudo que fazem parte. Meus amigos me ajudam a ser mais forte, a superar até a noite mais escura e cinzenta, eles devolvem meus motivos de continuar vivo, contribuem para que sempre existam sorrisos, sempre um melhor que o outro, na minha face.
Ah! meus amigos são meu alicerce, minha escola, é o que me faz encarar a vida e as pessoas do jeito que elas são, com inúmeros defeitos que podem ser notados de longe, e infinitas qualidades que só quem consegue cativar pode enxergar. Sou grata a Deus pela dádiva da vida em primeiro lugar e eternamente agradecida pelas pessoas que a acompanham de perto.
O que seria da noite de hoje sem Renata e Netinho aqui em casa tomando chopp e comendo pizza? O que seria das noites de sexta sem Paulinho, André, Edgar? O que eu faria se não existisse esse anjo chamado Renata que me faz sentir muito melhor do que sou e do que me julgam ser? Será que as noites de choro acabariam sem uma palavra dela pra me mostrar que eu tô dando valor demais a coisas banais? Será?
Não consigo imaginar como seria a vida se não existisse um anjinho de asas tortas chamado Jéssica nos momentos mais simples e corriqueiros em que não se tem ninguém pra conversar, ninguém pra comentar o filme que tá passando...
E até mesmo as coisas desagradáveis ficam suportáveis com uma presença amiga. Quem tem amigos sabe muito bem o que eu tô falando. E quem não tem... bem, quem não tem não vive, apenas existe.


Essa coisa de felicidade tá me perturbando muito ultimamente, como as coisas podem oscilarem tanto? ontem mesmo eu tava mal pacas, mas hoje eu recebi um telefonema e um convite que acenderam aquela chama que eu achava que nem existia mais, é a dessa desconhecida: a felicidade!
De hoje em diante até o fim da semana é só cerveja, gente bonita e funk, entendeu? ;*


De norte a sul, de leste a oeste, todo mundo quer ser feliz. Não é tarefa das mais fáceis. A princípio, bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.

Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis. Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica, a bolsa Louis Vitton e uma temporada num spa cinco estrelas. E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo. Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito.

É o que dá ver tanta televisão. Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista. Por que só podemos ser felizes formando um par, e não como ímpares? Ter um parceiro constante não é sinônimo de felicidade, a não ser que seja a felicidade de estar correspondendo às expectativas da sociedade, mas isso é outro assunto. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com três parceiros, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.

Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo. Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado. E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.

Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável. Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno. Olhe para o relógio: hora de acordar. É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que nos mobiliza, instiga e conduz, mas sem exigir-se desumanamente. A vida não é um game onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio. Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade. Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se. Invente seu próprio jogo.

Matha Medeiros

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Gente, encontrei um site com milhões de templates legal



os melhores *--*


E boa noite a todos!

O suposto caminho para a felicidade

Apesar de tudo eu sei que todos nós seremos felizes, sei também que essa felicidade será totalmente diferente do conceito de felicidade que temos hoje. Talvez não haja aquela casinha branca com um cachorro chamado Lucky, talvez aquela pessoa que te despreza, mas que você tem esperanças que como num passe de mágica comece a te amar desesperadamente, é ela mesmo! Talvez ela esteja a quilometros de distância, e você no seu mais sublime momento de felicidade comece a achar muito bom nunca ter dado certo. No futuro você verá quanto sofrimento você poderia ter poupado, quantas coisas boas passaram sem que ao menos você descruzasse os braços e deixasse de almejar o impossível, no futuro você saberá que o mais simples é o que nos faz feliz.
Sim, você conseguirá sim ser feliz mesmo não realizando todos os seus sonhos, você será feliz apenas por ter sonhado algum dia. Talvez seus melhores amigos se afastem de você, ou te decepcionem, mas você será feliz por ter conhecido eles, por todas as lembranças que eles deixarão, sejam elas boas ou ruins.
Aprenderemos a afastar o orgulho de nós, e com isso já teremos auras de felicidade ao redor, saberemos usar melhor as palavras, cuidar melhor do coração, amar sem pretensão, guardar e zelar por todos os fatores que nos concedem a felicidade, e a todos os sentimentos a elas atribuídos. Nada de tão superficial nos atingirá e machucará como acontece hoje, e todos os dias a tranquilidade de uma vida de felicidade plena virá nos acordar, beijando-nos a face, segurando nossa mão.
Agora, joga fora teu medo, lança ao mar teus anseios inúteis e se entrega a vida que te foi presenteada, a dádiva que não é encarada como. Cultiva hoje, não depois, agora mesmo, as sementes que são guardadas no teu coração e aprende que o tempo e irrecuperável, mas o futuro é de certo modo previsível




Tava falando com Denise, uma amiga minha ontem, ela mora em Natal, um pouco longe de mim, fato! Isso me fez pensar no porque dagente quase nunca ter as pessoas que agente quer do nosso lado --' Certo, eu já tô mais ou menos acostumada com isso, mas sei lá, continuo achando que não deveria ser assim, mesmo!